top of page
  • EmiLou

ROTEIRO DE VIAGEM TÓQUIO, JAPÃO

Atualizado: 8 de fev.

Tóquio, no Japão, é uma cidade fascinante que todo mundo precisa visitar pelo menos uma vez na vida! A cidade de Tóquio não tem muitos ícones, nem muitos lugares que "TEM que ser visitados", mas é uma cidade única!


De santuários antigos a restaurantes robóticos, jardins tranquilos a uma vida noturna em expansão, é uma cidade onde você encontrará o antigo misturado com o novo.



A melhor época para visitar Tóquio

Não há uma 'melhor época para visitar Tóquio', se você tiver a oportunidade de visitar - vá correndo! Tóquio tem quatro estações distintas e cada uma delas vem com suas próprias vantagens e desvantagens:

  • Se você quiser experimentar a temporada de Cherry Blossom, a melhor época para visitar é em março / abril, mas lembre-se de que esta é a época mais cara do ano para visitar.

  • De setembro a novembro (outono) o ar é fresco e todos os lugares estão cobertos de belas folhas douradas.

  • O final de junho até o final de agosto é quente, úmido e pegajoso em Tóquio, mas se você planeja escalar o Monte Fuji, é importante notar que isso só é possível durante julho e agosto.

  • Os tufões normalmente ocorrem no mês de junho e no mês de setembro em Tóquio e normalmente duram 2 dias.

  • Tóquio tem uma estação chuvosa de meados de junho até o final de julho, mas não chove todos os dias, então não afetará muito suas viagens.

  • Os meses de inverno são dezembro/janeiro/fevereiro, mas geralmente não fica muito frio. A neve cai, mas não é tão comum em Tóquio.

Como se locomover em Tóquio

A melhor maneira de se locomover durante seus 4 dias em Tóquio é usando o sistema de metrô de Tóquio. O sistema de metrô em Tóquio é um dos melhores sistemas de transporte do mundo e tem que ser, pois atende a mais de 20 milhões de passageiros diariamente!


Quando você vê o mapa do metrô de Tóquio pela primeira vez, seus olhos podem começar a embaçar, mas não entre em pânico, honestamente não é tão confuso quanto parece. Baixe o aplicativo Tokyo Subway Navigation, que detalha exatamente como ir de A a B e também pode ser usado offline.


Encontre sua plataforma procurando sua linha de trem e sua direção no sinal. O sinal mostra a direção com números e nomes de estações junto com as paradas principais de cada direção.


Outra maneira de se locomover em Tóquio é de táxi – eles são incrivelmente eficientes e limpos, mas também são notoriamente caros, então lembre-se disso.


O sistema de transporte de ônibus em Tóquio é ótimo, mas geralmente leva mais tempo para chegar a muitos dos pontos deste itinerário, então eu aconselho fortemente não pegar o ônibus durante uma curta viagem a Tóquio. Meu conselho? Fique com o metrô!


Antes de ir - dicas e recursos de viagem para Tóquio

Para aproveitar ao máximo seus 4 dias em Tóquio, recomendo fortemente que você fique em algum lugar central para não perder muito tempo viajando entre os destinos. Minhas principais sugestões de localidade de Tóquio seriam Shinjuku, Shibuya e perto da estação de Tóquio. Eu não fiquei no centro, mas eu estava com pessoas que conheciam a cidade como a palma da mão. Eu fiquei hospedada neste hotel.

  • A cultura e a etiqueta japonesas são bastante únicas e diferentes, especialmente se você a comparar com a cultura ocidental. É importante saber ser respeitoso durante o seu tempo em Tóquio, pois muitas dessas regras datam de séculos e ainda são altamente consideradas hoje.

  • O Wi-Fi não está tão prontamente disponível quanto você pensa em Tóquio, então você pode querer pegar um Wi-Fi de bolso para manter contato com a família e amigos, ajudar com as barreiras linguísticas e usar o Google Maps.

  • As conbini’s (Lawson, 7/11, FamilyMart) no Japão são incríveis – especialmente se você estiver com orçamento limitado. Eles geralmente estão abertos 24 horas por dia, 7 dias por semana e são um ótimo lugar para pegar lanches, bebidas, ingressos e sacar dinheiro


Infelizemente eu só tive 4 dias por lá, e quero muito retornar com mais calma. Os dias foram bem corridos, mas ao mesmo tempo consegui fazer bastante coisa. Aqui está o meu roteiro que compartilho com vocês:


Dia 1 em Tóquio

Enoshima

Enoshima, Fujisawa, localizada no sul de Kanagawa, é uma pequena ilha frequentemente movimentada nos finais de semana devido ao seu ótimo acesso de Tóquio, Yokohama e outras cidades.


Embora a bela ilha seja facilmente acessível a partir da capital, muitas pessoas visitam apenas a vizinha Kamakura, com seus muitos santuários e templos. Isso é uma pena, porque Enoshima é um tesouro e descobertas incríveis!


É conhecido pelo Santuário Enoshima, com estátuas em homenagem a Benzaiten, a deusa budista. É também o lar das fontes termais de Enospa e do Samuel Cocking Garden, do século 19, em estilo inglês, com seu farol Sea Candle. As Cavernas de Iwaya apresentam piscinas naturais e estátuas budistas. As praias populares do continente têm vista para a ilha. Aqui você encontrará uma bela vista do Monte Fuji e da Baía de Sagami


O acesso é de cerca de 20 minutos a pé da Estação Enoshima no Enoshima Electric Railway (Enoden) ou da Estação Shonan-Enoshima no Monotrilho Shonan. Também fica a quinze minutos a pé da Estação Katase-Enoshima na Linha Odakyu.


Pegamos um trem expresso de Yokohama Station, com destino à Estação Fujisawa e transferimos para um trem local para a Estação Katase Enoshima, a estação terminal da linha. A viagem inteira leva de 65 a 75 minutos e custa 640 ienes. Há conexões a cada 10 a 15 minutos


1. Visita ao redor do Santuário de Enoshima

O Santuário de Enoshima é um local que você não pode perder quando vier a Enoshima. O santuário é composto por três santuários menores: Hetsumiya, Nakatsumiya e Okutsumiya. Eles estão espalhados ao longo da ilha.


Consagradas nestes três santuários estão três deusas que presidem a segurança das viagens.



Acredita-se também que essas três deusas representem Benzaiten, a deusa do oceano. Benzaiten é uma deusa que dá bênçãos em felicidade, riqueza e proficiência nas artes cênicas. Uma estátua de Benzaiten foi consagrada no Ho-an-den de Hetsumiya, conhecido como Enoshima Benzaiten desde os tempos antigos.


Esta estátua é considerada uma das Três Grandes Benzaiten do Japão ao lado do Santuário de Itsukushima em Hiroshima.


Cada santuário fica a cerca de dez minutos do outro. Você pode caminhar tranquilamente até cada santuário ou pode se movimentar com conforto usando a Enoshima ESCAR, uma escada rolante ao ar livre.


2. Experimente a comida na rua Benten Nakamise Dori

Atravesse a ponte Enoshima Benten caminhando da estação, e a primeira coisa que você verá ao chegar em Enoshima serão os portões torii de bronze.


Você encontrará fileiras de lojas de souvenirs perto desses portões torii, bem como na estrada que leva ao Santuário de Enoshima. É aqui que você pode experimentar e desfrutar de guloseimas exclusivas de Enoshima.


Há tanta comida aqui a ponto de você achar difícil decidir o que quer comer. Algumas opções incluem croquetes recheados com shirasu (whitebait), um produto especial de Enoshima, petiscos de frutos do mar como ikayaki (lula grelhada), odango (bolinhos doces), sorvete soft, além de cerveja local.


No Asahi Honten, muitas vezes você encontrará longas filas graças à popularidade do tako senbei (350 ienes mais impostos), um lanche que contém um polvo assado inteiro. Tem um saboroso molho de soja e sabor de frutos do mar. O sabor simples e a textura crocante nos convencem por que existem tantos fãs deste senbei.


3. Aproveite a vista para o mar e o Monte Fuji

No Enoshima Samuel Cocking Garden, um jardim botânico repleto de atmosfera tropical, você pode desfrutar de flores e plantas todas as estações. SeaCandle, um mirante que é um dos símbolos de Enoshima, também está localizado dentro do jardim. A partir daqui, você terá uma vista do oceano e do Monte Fuji.


Dia 2 em Tóquio

O Palácio Imperial

A entrada para os Jardins do Leste do Palácio Imperial é gratuita durante todo o ano.

O Palácio Imperial está localizado no local do antigo Castelo Edo no bairro Hybia, e é um belo oásis no coração de Tóquio - um imponente parque, cercado por um lago artificial, e onde a familia Imperial do Japao ainda mora.


Infelizemente, o Palácio Imperial não é aberto para visitação, então o melhor a fazer é ter a vista mais incrível do Palácio Imperial, das duas pontes principais que compõem a entrada oficial.


Também é incrível olhar para cima e ver os edifícios altos e modernos de Marunouchi em torno de um palácio tão importante e histórico.


O rio é cercado por magníficas árvores Sakura, que você pode experimentar em plena floração durante a temporada de Cherry Blossom. Você também pode desfrutar de passeios de barco ou passear pelo Parque Kitanomaru e parar para fazer um piquenique.


Yasuda Garden in Ryogoku


Ginza

Do Palácio Imperial, você pode pegar o metrô na estação Otemachi e chegar em Ginza alguns minutos depois.

Ginza é conhecido como um paraíso de compras chique e sofisticado em Tóquio. Existem inúmeras butiques de grife, restaurantes exclusivos e artigos de luxo estrangeiros. Embora não haja atrações turísticas nesta área, é uma área agradável para passear ou fazer compras para o conteúdo do seu coração.


A noite fomos jantar num tradicional restaurante japones.


Dia 3 em Tóquio

Shibuya

Hoje é hora de visitar o bairros mais emblemáticos de Tóquio, Shibuya. Pegue a saída Hachiko e antes de se aproximar do famoso cruzamento, vá direto para a pequena estátua do cachorro Hachiko.


Hachiko é um conto famoso sobre um cão fiel que esperava por seu dono na estação de Shibuya todos os dias e continuou a fazê-lo mesmo após sua morte. Um filme foi feito sobre a história e os japoneses amam Hachiko enquanto ele destaca a importância da lealdade e fidelidade. Este também é um ponto de encontro, então provavelmente terá muitas pessoas ao redor da estátua.


Chegar à estação de Shibuya foi bastante impressionante, pois é a quarta estação de trem mais movimentada do Japão, com cerca de 2,4 milhões de passageiros em um dia de semana comum. Conseguimos não nos perder e encontramos o caminho para a saída Hachiko, que é o que você deseja para uma primeira impressão memorável de Shibuya.


Saindo da Hachiko Square, fomos recebidos por telas de vídeo piscando, letreiros de neon brilhantes e o famoso Shibuya Crossing.



Shibuya Crossing é o cruzamento mais movimentado do mundo, onde o tráfego de todos os lados para ao mesmo tempo e milhares de pessoas atravessam a rua em diferentes direções. É uma loucura, é ocupado, mas também é surpreendentemente organizado. Pegamos um assento na janela do Starbucks em frente à estação, tivemos uma posição privilegiada para assistir ao infame “Scramble” e foi um espetáculo. Não estava tão cheio assim, tomamos um café e ficamos um tempo por lá, só observando as pessoas. Como éramos 10 pessoas juntas, acho que as pessoas se sentiram um pouco intimidadas por nós, e a janela era quase toda nossa.


Impressionante! A unica palavra que vem a mente quando voce esta de cara com o cruzamento mais famoso do mundo. São megas avenidas que vão se juntando e com sinais de transito muito cronometrados e coordenados. As faixas de pedestres se cruzam e se sobrepoem em todas as direcoes possiveis e imaginaveis!


Quando os semáforos (sinais para os cariocas) ficam vermelhos, as pessoas vêm de todas as direções para atravessar a rua às pressas. Você pensaria que seria um caos, com pessoas caminhando umas para as outras, mas parecia quase uma dança coreografada.


O Shibuya Scramble é definitivamente uma das melhores experiências de observação de pessoas em Tóquio!


Agora também é possível ver Shibuya de uma altura de 230m, graças à recém-construída Shibuya Scramble Square. O deck de observação está localizado no telhado e oferece vistas panorâmicas do horizonte de Tóquio.


Shibuya tem uma vibe legal e eclética; há muitas lojas vintage, fliperamas divertidos e purikura (cabines de fotos) espalhados pela área. Muito karaoke e lojinhas, que mais parecem um mini casino.


Omotesando

Omotesando fica a uma agradável caminhada de 10 minutos de Shibuya e é uma rua arborizada repleta de lojas de grife, cafés da moda e é um bom pit stop antes da loucura de Harajuku.


Omotesando também é conhecido por ser um dos primeiros destinos a lançar a última tendência. Você provavelmente verá filas de um quilômetro e meio de comprimento com pessoas esperando obter um pedaço da próxima melhor coisa que é principalmente comida ou produtos de grife por essas partes. Tente parar para tomar um café em muitos dos cafés da rua lateral para recarregar.


Omotesando também é onde o desfile do Dia de São Patrício é realizado todos os anos, por isso tem um lugar especial no meu coração, pois meus alunos de dança irlandesa orgulhosamente exibiam seus talentos todos os anos no maior desfile do Dia de São Patrício asiático.


Santuário Meiji

O Santuário Meiji é definitivamente uma visita que vale a pena. Um belo passeio pela floresta leva você ao Santuário e a vários eventos turísticos ao longo do caminho, como os "Barris de Saki". Há também bons restaurantes e lojas de souvenirs localizadas não muito longe da entrada.


Santuário Meiji (明治神宮, Meiji Jingū) é um santuário dedicado aos espíritos deificados do Imperador Meiji e sua consorte, Imperatriz Shoken. Localizado ao lado da movimentada Estação Harajuku da Linha JR Yamanote, o Santuário Meiji e o adjacente Parque Yoyogi formam uma grande área florestal dentro da cidade densamente construída. Os terrenos espaçosos do santuário oferecem trilhas para caminhada que são ótimas para um passeio relaxante.

O imperador Meiji foi o primeiro imperador do Japão moderno. Ele nasceu em 1852 e ascendeu ao trono em 1867 no auge da Restauração Meiji, quando a era feudal do Japão chegou ao fim e o imperador foi restaurado ao poder. Durante o Período Meiji, o Japão se modernizou e se ocidentalizou para se juntar às maiores potências do mundo quando o imperador Meiji faleceu em 1912.


No meio de uma extensa floresta de cerca de 100.000 árvores, o Santuário Meiji é o lugar perfeito para ir quando você se cansar dos modernos arranha-céus de Tóquio. Aqui você pode desfrutar de um passeio relaxante à sombra, conectar-se com a natureza e experimentar o lado tradicional da cultura japonesa.


O santuário foi concluído e dedicado ao Imperador Meiji e à Imperatriz Shoken em 1920, oito anos após o falecimento do imperador e seis anos após o falecimento da imperatriz. O santuário foi destruído durante a Segunda Guerra Mundial, mas foi reconstruído pouco depois, tornando-se o santuário xintoísta mais importante de Tóquio.


Parque Yoyogi

Ao lado do Santuário Meiji-Jingu está o Parque Yoyogi, que abriga muitos eventos incríveis em Tóquio. Durante os meses de verão, há inúmeros festivais internacionais de comida, concertos e o meu favorito de todos são os dançarinos de rockabilly que dançam uns com os outros aos domingos na entrada do parque. É muito fácil trazer um piquenique e passar algumas horas relaxantes aqui.


Harajuku

Ao sair do Parque Yoyogi, volte para a loucura de Takeshita-dōri, Harajuku. Esta rua está sempre movimentada durante o dia, portanto, tenha paciência o suficiente para se mover em um ritmo de caracol.


A área é mundialmente famosa e conhecida por sua cultura 'kawaii'. As lojas estão cheias de itens fofos, gritos de 'irrashaimase' (bem-vindo) e produtos vintage da moda.

Se você veio aqui para ver cosplay, domingo é sua melhor chance de fazê-lo. Se você vir pessoas vestidas de cosplay, seja respeitoso e peça permissão para tirar a foto delas. Geralmente, eles adoram, mas é sempre bom perguntar.


Harajuku também é conhecida por suas tendências gastronômicas malucas, como algodão doce animal, sanduíches de queijo arco-íris e, claro, os infames crepes de Santa Monica, então certifique-se de experimentar pelo menos um desses!


Se você estiver com fome, vá ao Harajuku Gyozaro, o melhor restaurante de gyoza de toda Tóquio. Você pode esperar até uma hora, mas acredite, vale a pena!


Dia 4 em Tóquio

Tokyo Skytree

Com 634m, esta é a estrutura mais alta do Japão e, quando foi construída, também a mais alta do mundo. É usado como torre de transmissão e a base inferior da torre inclui uma área comercial e um aquário.


No entanto, a verdadeira atração do Skytree são os decks de observação.


Existem dois decks de observação principais, um a 350m e outro a 450m. O primeiro dos decks de observação abrange 3 níveis, com amplas janelas que oferecem vistas panorâmicas de Tóquio e da região circundante.


Em dias claros, é até possível ver o Monte Fuji.


Um desses níveis também tem um restaurante que serve comida de fusão franco-japonesa, enquanto outro nível tem um café menor.


Um elevador para o próximo deck de observação levará você a uma rampa em espiral que circunda o prédio.


Os visitantes seguem a rampa, tendo uma visão de 360 ​​graus de Tóquio à medida que avançam. Isso continua até que os visitantes cheguem ao deck de observação final, com uma vista deslumbrante de Tóquio a 450m.


Essa cena é incrível a qualquer hora do dia, mas o pôr do sol e as consequentes luzes da cidade são considerados particularmente bonitos.


Asakusa

Para a tarde, Asakusa é uma ótima maneira de apreciar os contrastes do Japão.


Asakusa é um bairro de entretenimento tradicional, com tudo, desde compras tradicionais até templos.


Senjoi Temple

Uma das principais atrações da área é o Templo Sensoji.


O templo foi construído em 645, tornando-o o templo mais antigo de Tóquio e um dos mais populares.


O primeiro portão do templo, Kaminarimon, é uma versão enorme dos portões tradicionais do templo, em vermelho vermelhão.


Tem uma grande lanterna no centro do portão e é visto como um símbolo de Asakusa e, em alguns casos, de Tóquio.


Seguindo esta é uma rua comercial tradicional, Nakamise.


É composto de muitas barracas pequenas, vendendo de tudo, desde lembranças turísticas a lanches e comida.


Você pode subir as escadas até o telhado no Centro de Informações Turísticas da Cultura de Asakusa para uma boa vista da rua Nakamise com o templo majestoso ao fundo.


Ao redor da área existem várias ruas comerciais com vários restaurantes e lojas.


E você já foi ao Japão? Como foi sua experiencia?


Gostou desse post, salva no seu Pinterest!


Se você gostou das dicas, aproveita e segue também a gente no Instagram @emiloudaybyday 
Assim você poderá acompanhar todas as nossas viagens em tempo real!
 

Planejando sua viagem para Londres ou qualquer outro destino no Reino Unido?


Sinta-se à vontade para explorar todas as valiosas dicas disponíveis no site e canal no YouTube EmiLou Day By Day, que estão aqui para ajudar o seu planejamento.



Não deixe de conferir as recomendações de pubs e restaurantes, dicas de passeios bate e volta saindo de Londres, além das informações mensais sobre Londres, sempre atualizadas para manter você informado sobre os eventos mais interessantes ao longo do ano. Descubra todas as dicas para aproveitar Londres e o Reino Unido por quem entende de verdade! Irmãs Viajantes UK Travel Experts  🇬🇧✈️

 


Comentários


bottom of page