top of page
  • Lou

COBH, IRLANDA - O que fazer e visitar em 1 dia?

Atualizado: 24 de jan.

Quando se trata de lugares para visitar na Irlanda, você provavelmente já ouviu falar de cidades como Dublin, Galway e Cork. Você já ouviu falar dos Penhascos de Moher e do Anel de Kerry, e talvez até tenha pensado em visitar as Ilhas Aran.


Mas hoje quero apresentar a você uma cidade menor e menos famosa na Irlanda que deve figurar em sua lista de desejos de lugares para visitar quando você estiver na Irlanda: a cidade de Cobh.


Cobh (pronuncia-se “Cove”) fica no lado sul da Ilha, na costa sul da Irlanda. Cobh está localizada a apenas 30 minutos de Cork, mas parece um lugar completamente diferente – e de fato vale a pena um desvio.


Se você já viu fotos de Cobh antes, é provável que tenha visto as casas coloridas ao longo da íngreme estrada de West View. Essas casas ganharam o apelido de “o baralho de cartas” e se tornaram o cartão postal da cidade.


Porém a fama da cidade vem do transatlântico Titanic. Esta cidade é conhecida por ser a última parada do Titanic antes de seguir viagem para Nova York e afundar em alto mar. Se você gosta do mar e de cidades com história, você tem que conhecer Cork.


HISTÓRIA DE COBH

Atualmente, Cobh tem uma população de menos de 15.000 habitantes, mas é habitada desde 1000 aC. Era oficialmente conhecida como “The Cove of Cork” em 1750, mas foi renomeada como “Queenstown” pelos britânicos em 1849 para comemorar a visita da Rainha Vitória.


A cidade manteve o nome de Queenstown até cerca de 1920/21 (mais ou menos na época em que a Irlanda se tornou Irlanda), quando mudou seu nome de volta para Cove - mas com a ortografia "-bh", que é uma referência ao idioma gaélico da Irlanda. (Curiosamente, porém, “Cobh” na verdade não significa nada em gaélico.)


Devido à sua localização dentro de um porto naturalmente protegido, Cobh tem sido um centro de navegação e uma importante base militar naval. Foi também um dos principais portos para a migração irlandesa - estima-se que 2,5 milhões de irlandeses imigraram para a América do Norte a partir deste porto entre 1848 e 1950.


Quando Cobh era conhecida como Queenstown, a cidade era o último porto de escala (parada) do RMS Titanic antes do transatlântico afundar no oceano Atlântico.


Hoje, Cobh ainda é um porto importante, especialmente para navios de cruzeiro. É o lar do maior terminal de cruzeiros da Irlanda.


O que fazer e visitar em Cobh?

Esta cidade é cheia de história. E se você está em Cork, definitivamente vale a pena uma visita. Desde seus monumentos até seus arredores, onde você pode desfrutar de paisagens incríveis ao verdadeiro estilo irlandês.


A cidade de Cobh, (antes conhecida como Queenstown, e cujo nome é pronunciado “Cove” e não “Cobe”) é mais conhecida por ser a última parada do Titanic antes da tragédia e do navio afundar em 1912.


Se você está indo para Cobh por um dia (ou mais!) e está se perguntando o que fazer, eu tenho a solução! Eu viajo muito a trabalho para Irlanda e perguntei aos meus colegas Irlandeses que me passaram uma lista com as melhores coisas para fazer em Cobh que irei compartilhar aqui neste post com vocês.


Aqui está a lista com algumas das melhores coisas para ver em Cobh (de acordo com os locais):


Titanic Experience

Se há uma coisa pela qual a cidade é conhecida, é a história do Titanic. Se você é fã do filme, esse é mais um motivo para conferir The Titanic Experience.


Como o último porto de escala do Titanic antes da tragédia, Cobh é o lar de muita história em torno do navio: na verdade, o próprio museu está localizado na antiga bilheteria da White Star Line, proprietária do Titanic.


A cidade de Cobh reúne todas as memórias do Titanic e das pessoas que fizeram sua história em uma bela experiência. Ao entrar, você recebe um cartão de embarque com o nome de um passageiro real que viajou no famoso Titanic. Ao longo do passeio, você pode aprender sobre a história deste transatlântico. Se você conhece um pouco de sua história ou é fã do filme Titanic, é curioso fazer comparações da realidade e do que é mostrado no filme.


Ao entrar no museu, você receberá o nome de um dos 123 passageiros que embarcaram no Titanic em Cobh - e depois de uma experiência comovente de aprender sobre o navio e seu desaparecimento, você aprenderá uma última informação: se a pessoa cujo nome lhe foi dado sobreviveu.

Cabine da Primeira Classe
Cabine da Segunda Classe

A visita é guiada. Se você não fala inglês, pode optar por fazê-lo em espanhol com os guias de áudio. Neste


museum você verá diferentes salas e salões, entenderá porque tantos Irlandeses tiveram que emigrar e como as famílias viveram as perdas causadas pelo acidente. Graças às projeções de vídeo, você pode ver em primeira pessoa como era a vida a bordo. De fato, em uma das salas você pode ver vários objetos autênticos que eles conseguiram recuperar.


Eu fiquei impressionada com a profundidade do museu e acabei ficando ainda mais tempo lá do que pretendia pesquisando sobre a vida da minha passageira ( a que eu recebi o bilhete da entrada do museu).


Informações:

A entrada custa €14.

O horário de funcionamento é de outubro a março das 10:00 às 17:30 e de abril a setembro das 9:00 às 18:00.


Caminhe pela Trilha do Titanic.

Quer saber mais sobre o Titanic depois de encerrar a Titanic Experience?


Considere fazer um passeio pela Trilha do Titanic, que o guiará passo a passo pela jornada daqueles que chegaram a Cobh para partir da Irlanda no Titanic, incluindo uma visita ao píer de onde o navio partiu.


Reserve hoje mesmo sua excursão pela Trilha do Titanic!


Catedral de St Colman

Ao contrário de muitas catedrais na Irlanda, a Catedral de St. Colman não é, francamente, muito antiga – a Catedral de St. Colman foi construída em 1868 e curiosamente levou mais de meio século para ser concluída (1919), embora esse tempo tenha valido a pena. Se você subir em suas torres, chegará à parte mais alta para ver toda a cidade de Cobh. Aprecie o cunho colorido que a cidade lhe dá.


Famosa por seu interior repleto de cores e mosaicos, está localizada próximo ao porto, cercada por área verde. Pode ser vista em três dimensões, de frente, de trás e de lado e em todas elas mantém sua essência de catedral. A entrada é gratuita e funciona todos os dias, exceto para alguma cerimônia específica.


A catedral é absolutamente deslumbrante e, no alto da colina, acima da maior parte da cidade, domina completamente o horizonte.


Casas da rua Old Street - Deck of Cards (As famosas casas coloridas)

Vou ser totalmente honesta: uma das principais razões pelas quais muitas pessoas querem visitar Cobh é para ver a vista capturada na foto no início deste post. Embora não seja um monumento antigo, as Old Street Cottages (casas) são uma das coisas que você precisa ver.


Construído em 1850 e tecnicamente chamado de West View, a fileira de casas coloridas que se estende por uma rua íngreme em Cobh é conhecida como Baralho de Cartas (Deck of Cards) - e é uma das características mais reconhecidas da cidade!


É uma das partes mais fotogênicas da cidade. Estas casas estão perfeitamente alinhadas e parecem basear-se no mesmo desenho. As casinhas coloridas são lindas em sua simplicidade. E atrás deles, você pode ver o contraste da catedral, então o antigo e o novo coexistem.


Centro Histórico de Cobh (Cobh Heritage Centre)

Embora o Titanic tenha sido certamente o navio mais famoso a sair de Cobh com passageiros irlandeses, esta de longe de ser o único: Cobh foi um enorme porto de emigração irlandesa ao longo dos séculos.


Os passageiros variavam enormemente, desde emigrantes tradicionais em busca de fortuna no Novo Mundo até servos contratados sequestrados, criminosos com destino a colônias penais como a Austrália e aqueles que fugiam da trágica fome da batata irlandesa.


Todas essas pessoas que saem da Irlanda via Cobh são lembradas no Cobh Heritage Centre, que é uma parada extremamente emocionante e informativa que definitivamente merece estar na sua lista de coisas para fazer em Cobh!


Este é um lugar imperdível em Cobh. O centro explica a história da cidade, por exemplo, como já foi chamada de Queenstown em homenagem à rainha. Você também pode ver a história de como dois milhões de irlandeses tiveram que emigrar para os Estados Unidos. Ou seja, todas as coisas que aconteceram na cidade e fizeram história estão reunidas aqui em uma exposição. Tem a duração de uma hora e meia, o preço é de €12 e o horário de funcionamento é das 10h00 às 16h00.


É uma hora de passeio, em uma viagem por trezentos anos de emigração irlandesa, história social, naval e marítima.


A história de Queenstown dá aos visitantes um vislumbre de nosso passado e das dificuldades que aqueles primeiros emigrantes enfrentaram. Na exposição, podem ser encontradas histórias individuais, como a de Jeremiah Burke e a mensagem na garrafa do Titanic, Margaret Drury e sua viagem em um navio condenado à Austrália e, claro, o Pe. Frank Browne e as fotos que ele tirou a bordo do Titanic enquanto viajava de Southampton para Cobh - antes de receber ordens de seu bispo para desembarcar em Cobh.


Há muitas histórias interessantes ao longo da exposição de emigrantes irlandeses que deixaram Cove/Queenstown/Cobh para destinos distantes em todo o mundo, como Brasil, Argentina, Índias Ocidentais, bem como América do Norte e Austrália. Em 2018, adicionamos muitas novas histórias - A Família Heffernan - e seu eventual assentamento no Canadá; Martin Mannion e sua história de sobrevivência no Lusitania, Robert Davies, um contrabandista condenado de Cove que acabou no Caribe, e a história do The “Harp” Donnelly's de South Kerry a Newport Rhode Island, para citar apenas alguns!


Uma das histórias mais interessantes é a da Annie Moore de Cobh a Ilha de Ellis em Nova York, a primeira emigrante a ser processada em Ellis Island em 1º de janeiro de 1892. Uma estátua de Annie Moore e seus dois irmãos está localizada diretamente fora do Cobh Heritage Centre.


Uma estátua semelhante de Annie pode ser encontrada em Ellis Island, Nova York, representando a honra de ser o primeiro emigrante a passar por Ellis Island e permanecendo como um símbolo de muitos irlandeses que embarcaram nessa mesma jornada.


No museu você descobre toda a sua viagem e sua vida de dificuldades em Nova York.


Mais informações

1 hora é a duração recomendada, mas se você quiser ficar mais tempo, tudo bem.


Horários:

Todos os dias a partir das 9h30.

De meados de outubro a meados de abril - última entrada às 16h

De meados de abril a meados de outubro - última entrada às 17h


Porto de Cobh

Uma parada obrigatória é o Cobh Harbour, isso é muito importante não só porque é uma parte bastante proeminente da cidade, mas também porque é o segundo maior porto natural do mundo, sendo o primeiro Sydney Harbour. O passeio do porto é lindo, você pode apreciar a beleza do lugar, as cores e ver a perspectiva de lá da cidade de Cobh.


Onde comer em Cobh

Os principais ingredientes da culinária irlandesa são: carne, batata, repolho, cebola, porco, salmão e bacalhau. Na verdade, uma das coisas que você deve experimentar são os pratos típicos irlandeses, aqui estão alguns dos pubs e restaurantes que você pode visitar.


Não visitei todos, no entanto, perguntei aos meus colegas irlandeses onde comer e aqui vão as sugestões:


Ellens Kitchen: A dois quilômetros da estação de Cobh, este é um café que também serve a tradicional cozinha irlandesa. Famosos pelas suas saladas de frango e pelo uso de frango nas suas tapas, se for tomar o pequeno-almoço em vez de almoçar, não pode deixar de experimentar os seus muffins. Os preços variam entre os 9€ e os 22€.


The Rob Roy: Fica ao lado do Cobh Heritage Centre, e se tem algo que você tem que provar é cerveja artesanal irlandesa, ou uísque irlandês, neste famoso pub-bar tem muita variedade além de oferecer um excelente café irlandês , o bar tem uma decoração muito bonita que lembra o Titanic, sem dúvidas se você quer ir cervejeira é uma das melhores opções além de estar em uma área central. Preço médio € 7 a € 19.


The Bosun: É um famoso bar-restaurante onde oferecem comida típica irlandesa, se for de férias ou final de semana é interessante reservar para ter uma mesa, entre seus pratos principais da casa tem ostras, filé de peixe e bife de carnes diversas . Além disso, seus famosos pudins, o vinho da casa é muito bom e o café com leite ou chá é muito saboroso. Os preços variam entre os 23€ e os 43€.


Como chegar em Cobh na Irlanda

A maneira mais fácil e barata de chegar a Cobh é pegar um avião até o aeroporto de Dublin, depois ir até o centro da cidade e pegar um ônibus, pois é a opção mais barata, embora você também possa pegar um táxi ou alugar um carro. Existem várias linhas de autocarros que circulam com frequência e costumam custar entre 7€ e 10€, enquanto os táxis custam 25€.


Para chegar em Cobh de Dublin a maneira mais barata e fácil é pegar um trem para Cork, que leva cerca de três horas, e depois em Cork mais meia hora para Cork-Mallow, custando entre € 20 e € 30. Outra opção é o ônibus até Cobh, leva 4 horas e custa £30, é uma das opções mais diretas.


Outra opção é viajar direto para o aeroporto de Cork, que é bem pequeno, ir até a estação de trem.


De Cork para Cobh

Cobh está localizada a cerca de 30 minutos a leste de Cork, a menos de 2 horas ao sul de Waterford ou 3 horas ao sul de Dublin de carro (sem trânsito, é claro).


A menos que você esteja hospedado em Cork como eu estava, o carro é provavelmente a maneira mais fácil de chegar a Cobh.


Se você estiver hospedado em Cork, também pode considerar pegar o trem para Cobh se não quiser dirigir! Ou pegar um táxi.


De Cork para Cobh o melhor são os trens, estes custam entre 5€ e 7€ e demoram cerca de meia hora. Vá para estação de Kent em Cobh e verifique os horários.


Se estiver dirigindo você pode parar no estacionamento (gratuito) ao lado da Catedral de St. Colman ao visitar Cobh e é uma opção de estacionamento fácil e acessível (no entanto, como você estará no topo da colina, esteja preparado para descer uma colina íngreme para chegar ao centro da cidade e também para voltar ao seu carro!).


Quanto tempo você precisa para visitar Cobh?

A verdade é que Cobh pode ser visitada em um dia perfeitamente, é uma cidade muito pequena e embora os tours do museu sejam longos se você quiser vê-lo de passagem você pode encurtar o tour, mas se você quiser ver em um dia, certifique-se dos horários de visita de cada coisa que deseja ver e priorize uma em relação às outras.


Dicas de viagem para visitar Cobh

  • A moeda em Cobh Ireland é o Euro.

  • Traga um guarda-chuva ou algo para compensar a chuva, é provável que chova

  • A água da torneira é segura para beber, embora como cidade perto do mar seja melhor beber água engarrafada.

  • Tente comprar ingressos online para evitar filas.

  • Se você quiser comer uma refeição irlandesa, vá direto a um restaurante e reserve uma mesa.


Assista ao vlog completo clicando aqui.



Se você gostou das dicas, aproveita e segue também a gente no Instagram @emiloudaybyday
Assim você poderá acompanhar todas as nossas viagens em tempo real!
Confira também nosso canal no YouTube EmiLou Day by Day
 

Planejando sua viagem para Londres ou qualquer outro destino no Reino Unido?


Sinta-se à vontade para explorar todas as valiosas dicas disponíveis no site e canal EmiLou Day By Day, que estão aqui para ajudar o seu planejamento.


Não deixe de conferir as recomendações de pubs e restaurantes, dicas de passeios bate e volta saindo de Londres, além das informações mensais sobre Londres, sempre atualizadas para manter você informado sobre os eventos mais interessantes ao longo do ano. Descubra todas as dicas para aproveitar Londres e o Reino Unido por quem entende de verdade! Irmãs Viajantes UK Travel Experts  🇬🇧✈️

 

Commentaires


bottom of page