top of page
  • EmiLou

FIM DE SEMANA EM EDIMBURGO, ESCÓCIA

Atualizado: 31 de mar.

Castelos, becos charmosos, arquitetura medieval e ruas de paralelepípedos; bem-vindo a Edimburgo, Escócia!


Se você pretende visitar a capital da Escócia, você está com sorte! Edimburgo é uma das nossas cidades favoritas do Reino Unido! Além disso, a cidade é relativamente pequena e compacta, o que significa que você pode ver muito em pouco tempo. Nós montamos um roteiro de 2 dias em Edimburgo que cobre as melhores coisas para fazer, dicas de viagem, como se locomover, onde ficar e muito mais.


Este roteiro em Edimburgo é perfeito para quem está planejando uma viagem pela Escócia pela primeira vez, ou para aqueles que estão planejando uma road trip pela Escócia.




2 dias em Edimburgo são tempo suficiente

Você deve estar se perguntando quantos dias devo passar em Edimburgo? Acreditamos que 2 dias em Edimburgo permitirão que você veja a maioria das atrações principais sem correria.


Tecnicamente, você pode passar 1 dia em Edimburgo e ainda ver muita coisa, no entanto, se o tempo permitir, nós realmente recomendo 2 dias como tempo mínimo para explorar a cidade.


Com 3 dias em Edimburgo, você terá tempo adicional para alguns passeios de um dia. Se você quiser ver mais ou ter mais tempo antes do seu voo.


Nós começamos a nossa viagem pela Escócia pela sua capital, Edimburgo, passemos um fim de semana na cidade, sem carro, pois realmente é desnecessário e na segunda-feira pela manhã, alugamos um carro no aeroporto de Edimburgo e saímos pelas estradas da Escócia. Contaremos tudo num outro post separado (Em breve).


Roteiro

Dia 1 de 2 Dias em Edimburgo: Castelo de Edimburgo e Royal Mile

Para começar nosso primeiro dia em Edimburgo, conheceremos as principais atrações que você não vai querer perder. Nós recomendo usar sapatos muito confortáveis, já que você caminhará facilmente mais de um quilômetro hoje.


Como estamos na Escócia, você pode até querer garantir que eles sejam resistentes à água, dependendo da previsão do tempo. Spoil alert: quase sempre chove por lá!


Castelo de Edimburgo

Um dos destaques de Edimburgo é, sem dúvida, o Castelo de Edimburgo. Além de parecer o Castelo de Hogwarts do Harry Potter, uma das coisas mais singulares do castelo é que ele fica sobre um vulcão extinto, que se estima ter surgido há cerca de 350 milhões de anos.


Com 2 dias em Edimburgo, não há como não visitar o Castelo de Edimburgo! O castelo é uma das atrações mais populares para se visitar em Edimburgo, além de ser um dos principais pontos turísticos da Escócia. Portanto, conseguir os ingressos com antecedência é muito importante. Além de evitar filas comprando seus ingressos com antecedência, você pode economizar dinheiro. Compre seus ingressos aqui.


Nós também recomendamos adquirir o guia de áudio móvel por £3,50 adicionais, caso contrário você perderá a importância deste tesouro histórico.


Do alto do castelo você terá vistas panorâmicas da cidade, que valem o próprio preço do ingresso. Os terrenos do castelo são enormes desde que o castelo foi construído como uma fortaleza militar. Com o guia de áudio, você encontrará áreas numeradas em todo o terreno para coordenar com o guia de áudio. Isso realmente permitirá que você mergulhe na história escocesa


Irmãs viajantes em Edimburgo

O castelo abriga uma variedade de exposições e artefatos da história escocesa, incluindo as joias da coroa escocesa. O castelo também é onde a arma das 13h é disparada todos os dias, então se você tiver a chance de estar lá para isso, faça, pois é uma experiência e tanto. A arma é disparada todos os dias às 13h, exceto aos domingos (e alguns feriados).



Como visitamos o castelo logo pela manhã, Nós não vimos a arma da Uma Hora, no entanto, achamos que é um pouco superestimada esse "espetáculo". Além disso, você ouvirá a arma por toda a cidade.


Degustação de uísque

A Escócia e o uísque estão intimamente ligados. Não cometa o erro de se referir à versão escocesa como “Whiskey”, pois é do povo do outro lado do mar da Irlanda.


O uísque escocês é bem forte e se você não estiver acostumado com a bebida pode estranhar um pouco, mas já que você está em Edimburgo não custa dar uma provadinha não é mesmo? Você pode fazer isso, é claro, apenas entrando em praticamente qualquer pub da cidade, mas se você quiser aprender sobre o processo de fabricação de uísque, bem como as várias regiões da Escócia e os sabores disponíveis, então a Scotch Whisky Experience é onde você precisa ir.



Aqui, você viajará pelo processo de criação do uísque, além de aprender por que o uísque de diferentes partes da Escócia tem um sabor diferente. Finalmente, você terá a oportunidade de provar um dos quatro sabores de uísque, antes de dar uma olhada na maior coleção de uísque escocês do mundo.


Esse lugar fica ao lado do castelo de Edimburgo, vale a pena fazer um depois do outro.



Upper Bow

O Upper Bow está localizado perto da Royal Mile e oferece uma bela vista da Victoria Street, também conhecida como a rua que inspirou o Beco Diagonal em Harry Potter. Há uma escada que leva até a Victoria Street, mas visitaremos esta rua mais tarde.


Lady Stair's Close

Faça uma rápida caminhada pelo Lady Stair’s Close que leva você ao charmoso Makar’s Court. É aqui também que fica o Museu dos Escritores. O museu é gratuito para visitar e é bastante interessante para passear. É um museu pequeno, então eu recomendamos dar uma olhada. Você encontrará livros raros, retratos, manuscritos e itens pessoais de Robert Burns, Sir Walter Scott e Robert Louis Stevenson.


Alguns deles incluem a imprensa em que os romances de Scott Waverley foram produzidos pela primeira vez e o boné de Sir Walter Scott.


Advocates Close

Advocates Close é conhecido como um dos fechamentos mais bonitos de Edimburgo, com vista para o Monumento Scott.


Catedral de São Giles (St. Giles)

Também na Royal Mile, a cerca de um terço do castelo, está a Catedral de St Giles. A grande Catedral de São Giles foi fundada em 1124 pelo Rei David I. Com mais de 800 anos de história, esta bela catedral é imperdível. Tanto o interior quanto o exterior da catedral são impressionantes, mas o destaque vai para a pequena Capela do Cardo, lar da Mais Antiga e Nobre Ordem do Cardo.


Estes eram essencialmente um grupo de dezesseis Cavaleiros e Damas, mais a Família Real Britânica, criada por Jaime II da Inglaterra em 1687, que era o Soberano da Ordem.


A ordem ainda existe hoje, era supervisionada pela rainha britânica, Elizabeth II e agora supervisionada pelo Rei Charles III


Tirando isso, a Capela do Cardo é simplesmente linda, recheada de lindos painéis de madeira, e vale muito a pena gastar um pouco de tempo para ver, assim como o resto da Catedral.


A visita à igreja é gratuita; no entanto, doações são bem-vindas.



Royal Mile

Explorar a Royal Mile é obrigatório com 2 dias em Edimburgo. No início, ficamos confusas sobre onde ficava a Royal Mile, já que não existe uma rua ou contorno “oficial” no Google.

Felizmente, você não precisa se preocupar com isso, pois iremos explicar tudo para você aqui mesmo!


Localizada na Cidade Velha de Edimburgo, a Royal Mile começa no Castelo de Edimburgo e vai até chegar ao Palácio de Holyroodhouse.


A Royal Mile a principal via que atravessa o coração da cidade velha de Edimburgo. Começando em Castle Rock e a fortaleza em seu ápice, a Royal Mile é um trecho de ruas interconectadas começando com Castlehill, seguido por Lawnmarket, High Street e, finalmente, Canongate, onde o Palácio de Holyroodhouse e o Parlamento Escocês estão situados.



Não tem exatamente um quilômetro e meio de comprimento, mas está perto o suficiente e está repleto de uma variedade de atrações, desde as mencionadas acima, até lojas de souvenirs, restaurantes e pubs.


Há também uma série de belos edifícios, igrejas e monumentos ao longo da rua, os quais contribuem para tornar esta uma maneira digna de passar meia hora do seu dia.


Taverna Tolbooth

Faça uma parada rápida e caminhe pelo beco até a Tolbooth Tavern. Esta taverna fazia parte do Canongate Tolbooth original, que era o beco por onde você passava.


Eventualmente, tornou-se a Taverna Tolbooth em 1820. Diz-se até que o edifício é mal-assombrado. Você pode até tomar uma bebida e almoçar aqui, se quiser.


Bakehouse Close

Para qualquer fã do show Outlander, você definitivamente vai querer fazer uma parada na Bakehouse Close. Foi aqui que a livraria de Jamie foi filmada.

Embora pareça um pouco diferente da série e não seja exatamente uma livraria, é sempre legal ver os locais de filmagem!


Museus gratuitos em Edimburgo na Royal Mile

Já que você está na Royal Mile, você definitivamente deve aproveitar os muitos museus gratuitos que você pode encontrar ao longo de sua extensão.


Alguns dos nossos favoritos incluem o Museu de Edimburgo, o Museu dos Escritores, o Museu da História do Povo e o Museu da Infância.


Palácio de Holyroodhouse

No extremo oposto da Royal Mile do Castelo de Edimburgo está o Holyrood Palace, que é onde vamos começar o segundo dia do nosso roteiro de dois dias em Edimburgo.



O Palácio de Holyrood é a residência oficial do monarca britânico na Escócia. Embora o próprio rei passe apenas uma semana por ano aqui – a maior parte de seu tempo na Escócia é gasto em Balmoral.


Quando o rei não está aqui, o Palácio é usado para visitar dignitários, outros membros da família real e, claro, como atração turística, estando aberto diariamente.


Vale a pena verificar, no entanto, que não há ninguém de importância hospedado, pois o palácio fecha aos visitantes ao cumprir seu papel principal como residência oficial. Verifique o site oficial para obter informações.


O Palácio guarda 900 anos de história de Mary, a Rainha da Escócia, Bonnie Prince Charlie e muito mais.


Você pode comprar ingressos com antecedência aqui.



Parlamento escocês

Do outro lado da estrada do Palácio de Holyrood está o edifício do Parlamento Escocês, uma adição relativamente nova à cidade, de onde ocorre o governo da Escócia.


É possível visitar o Parlamento escocês, seja como parte de uma visita guiada, ou você mesmo pode entrar e ver o governo em ação. A visita é gratuita, tanto em visita guiada como auto guiada, embora seja necessário um bilhete (gratuito) se quiser assistir a um debate na câmara.


Calton Hill

No final do dia, sugerimos que você suba Calton Hill. Este é um local maravilhoso para uma vista da cidade e é um dos nossos locais favoritos para fotografia em Edimburgo. Ele pode ser encontrado no extremo leste da Princes Street.


Esta colina abriga uma série de monumentos, incluindo o Monumento Nacional da Escócia, que tem mais do que uma semelhança passageira com o Partenon na Grécia. O que faz sentido, porque é nisso que foi modelado.


No alto da colina você também encontrará o Monumento de Nelson e o Observatório Real, entre outras coisas, mas o destaque para mim, realmente, é a vista aqui de cima ao pôr do sol.


Daqui é possível ver o pôr do sol sobre a cidade, com as montanhas ao fundo, o que é uma grande recompensa pelo esforço necessário para subir.


Dia 2

No seguindo dia, temos duas sugestões e tudo vai depender do tempo ou como você está se sentido para fazer exercícios físicos.


Arthur’s Seat

Esta atração super popular de Edimburgo está no topo da lista de muitos visitantes. Esta colina gramada já foi um antigo vulcão.


Do Holyrood Park, existem várias trilhas que você pode seguir até o ponto mais alto da colina, Arthur’s Seat. O topo fica a cerca de 250 metros de altura e oferece vistas panorâmicas deslumbrantes.


A caminhada de ida e volta leva cerca de 2 horas e é mais agradável em um dia agradável. Se estiver nublado, você provavelmente não conseguirá ver as vistas panorâmicas de Edimburgo que são de tirar o fôlego.


Mas você precisa gostar de caminhar, não tem outro jeito, você precisa seguir a trilha pra chegar la em cima.


O caminho mais curto leva cerca de 45 minutos e é bem tranquilo de andar.


Dean Village

Mas caso caminhada não seja a sua praia, ou caso o tempo não esteja ajudando, você pode pular o Arthur's Seat e vá direto para Dean Village logo pela manhã. e se sentir como se tivesse acabado de entrar em uma vila de conto de fadas,


Comece na Bell’s Brae Bridge para observar as Águas de Leith. Em seguida, desça Hawthornbank Ln para cruzar a passarela Water of Leith. Possui alguns dos lugares mais instagramáveis ​​de Edimburgo.


Você pode chegar aqui caminhando, pegando um táxi ou de ônibus. Eu não recomendaria dirigir, pois as ruas fecham para carros em determinados horários. É incrivelmente cênico e uma ótima maneira de começar o dia. Veja meu guia completo do Dean Village Edimburgo aqui!


Princes Street Gardens

Em seguida, volte para o Princes Gardens, que fica a apenas 5 minutos a pé. Você pode começar logo na esquina do St. Cuthbert’s Kirkyard (cemitério). Você encontrará escadas perto da estátua de Sir James Young Simpson.


Ao caminhar pelos jardins, você encontrará estátuas, a Fonte Ross, vistas do Castelo de Edimburgo e vários locais para piquenique que são ótimos em um dia agradável.


Ao continuar caminhando (Leste), você chegará à Scottish National Gallery (uma galeria de arte muito popular), à Royal Scottish Academy e ao meu favorito, o Scott Monument. Você reconhecerá esse marco de estilo gótico em pontos privilegiados da cidade. O melhor de tudo é que a visitação é gratuita, inclusive os museus.


Se você estiver no nível da Princes Street, também verá inúmeras grandes lojas de varejo do outro lado da rua. Isso faz parte da Cidade Nova de Edimburgo.


Fãs de Harry Potter

Edimburgo tem uma conexão profunda com o mundo mágico de Harry Potter e existem vários sites de Harry Potter em Edimburgo que os fãs podem visitar. Mais notavelmente, Edimburgo foi a casa de J.K. Rowling quando escreveu a maioria dos livros de Harry Potter. Rowling reconheceu sua conexão com a cidade afirmando que:

 “…Edimburgo é um lar para mim e é o lugar onde Harry evoluiu ao longo de sete livros e muitas, muitas horas escrevendo em seus cafés”.

Quer sentar e tomar um café no mesmo café que J.K. Rowling escreveu os livros de Harry Potter? Nós queríamos, e portanto após a nossa visita ao castelo de Edimburgo, nós fomos direto para o The Elephant House na rua 21 George IV Bridge, Edinburgh EH1 1EN.



O café tem uma placa que se autodenomina o “berço de Harry Potter”, foi onde J.K. Rowling escreveu algum dos livros de Potter e é provavelmente a mais conhecida das locações de Harry Potter em Edimburgo. O café também já foi frequentado por vários outros escritores agora famosos, como Ian Rankin e Alexander McCall-Smith.


Também fornecemos um mapa de caminhada de todos os pontos de Harry Potter em Edimburgo para ajudá-lo a explorar por conta própria, um mapa do cemitério para o famoso túmulo de Tom Riddle e outros, e uma lista de empresas de turismo que oferecem passeios guiados de Harry Potter.


Greyfriars Kirkyard

O Kirkyard de Greyfriar é o cemitério que cerca a Kirk de Greyfriar (igreja), e era um local próximo a ambos os cafés mencionados frequentados por J. K. Rowling. Foi dito que algumas das lápides aqui podem ter dado a Rowling inspiração para alguns de seus famosos personagens de Harry Potter. O mais famoso é o túmulo de Thomas Riddell, que pode ter inspirado o nome do mal fictício Lord Voldemort (nome de nascimento: Tom Servolo Riddle).


Uma lápide para o pai de Voldemort é mencionada nos livros e retratada no filme Harry Potter e o Cálice de Fogo, com a lápide do filme fictício com os nomes de Thomas Riddle (avô paterno de Voldemort), Mary Riddle (avó) e Tom Riddle Senior. (o pai do personagem).


Em Edimburgo há a lápide do falecido (na vida real) Thomas Riddell Esquire, de Befsborough em Berwick, que morreu aos 72 anos em 24 de novembro de 1806. A lápide também homenageia outros membros da família Riddell, incluindo seu filho Thomas Riddell Esquire que serviu como capitão do 14º Regimento e morreu em Trinidad, nas Índias Ocidentais, em 12 de setembro de 1802, aos 26 anos.


Existem vários outros nomes de cemitérios que talvez estejam ligados aos personagens de Harry Potter, e pode-se passar uma eternidade tentando encontrar pessoas com nomes semelhantes no cemitério. Na verdade, existem sepulturas que têm o primeiro ou segundo nome de muitos personagens dos livros. No entanto, existem outros dois que parecem atrair regularmente os fãs de Harry Potter.


A primeira é a lápide de William McGonagall, que compartilha um sobrenome com a personagem fictícia de Harry Potter, Professora Minerva McGonagall, interpretada nos filmes pela reverenciada Dama Maggie Smith. O William McGonagall da vida real foi um poeta e tecelão escocês, e na verdade é bastante conhecido (pelo menos na Escócia) por ser um poeta notoriamente ruim. Ele morreu em 29 de setembro de 1902 aos 77 anos.


Finalmente, há o túmulo da Sra. Elizabeth Moodie, que alguns pensam que pode ter inspirado o nome do personagem fictício de Harry Potter, Alastor “Olho-Tonto” Moody. A Sra. Moodie da vida real era esposa de James Barid, o Deputy King's Remembrancer of Exchequer.


Além da conexão de Harry Potter, a igreja e o cemitério são um lugar interessante para se visitar em Edimburgo. Greyfriars Kirk (Greyfriars Tolbooth & Highland Kirk) é uma igreja paroquial da Igreja da Escócia. A igreja foi construída entre c. 1602 e 1620 e é mais notável por ser o local da assinatura do Pacto Nacional em 1638. Ainda é uma igreja ativa, bem como local de concertos e eventos, e há um pequeno museu na igreja que contém uma cópia do documento do Pacto Nacional.


A igreja está normalmente aberta ao público durante os meses movimentados de turismo (segunda a sábado, de abril a outubro), além de estar aberta a convidados para cultos durante todo o ano.


O kirkyard é famoso por ser o local de sepultamento de muitos escoceses proeminentes, o local da prisão do Covenanter (só pode ser visitado em excursões) e talvez o mais famoso por ser o local de sepultamento de Greyfriars Bobby (e seu proprietário John Gray), o leal Skye terrier que se diz ter sentado ao lado do túmulo de seu mestre por 14 anos.



Muitas pessoas frequentam o Cemitério, por isso é um local bastante popular entre turistas e moradores locais. Na verdade, mesmo que você não seja fã de Harry Potter, ainda é uma das melhores coisas para se fazer em Edimburgo, por incrível que pareça.


Victoria Street

A Victoria Street é uma rua estreita e curva na área de Grassmarket, no centro de Edimburgo, e é considerada por alguns como uma inspiração para o Beco Diagonal (uma rua comercial de paralelepípedos com lojas que vendem suprimentos mágicos) nos livros de Harry Potter.


A Victoria Street é uma rua antiga colorida com muitas lojas e prédios pintados de cores vivas, alguns com telhados pontiagudos, que muitos fãs dizem ser semelhantes às lojas descritas ao longo do Beco Diagonal.


Para os fãs de Harry Potter, há até uma loja com toneladas de itens temáticos de Harry Potter, chamada Museum Context: Retailer of Harry Potter Merchandise.



Grassmarket

Grassmarket Square é outra parada obrigatória com 2 dias em Edimburgo. Além disso, depois de toda essa caminhada, aposto que você está com fome e este é o lugar perfeito para comer alguma coisa! Há muitos restaurantes excelentes ao longo desta faixa.


Você pode atravessar a rua e subir as escadas do Mirante Vennel. Este é um famoso mirante para tirar fotos com o Castelo de Edimburgo ao fundo.


Agora que você jé tem o roteiro, vamos as dicas práticas:


Como chegar e sair de Edimburgo

Edimburgo é muito fácil de chegar. Os vôos operam para o aeroporto de Edimburgo, tanto nacional quanto internacionalmente, e o próprio aeroporto fica a cerca de 10 quilômetros do centro da cidade.


Ir de e para o aeroporto de Edimburgo é fácil. Há um ônibus do aeroporto (compre seus ingressos com antecedência aqui), bem como um serviço de bonde. O bonde leva cerca de 30 minutos para chegar à cidade. Se você for por esse caminho, certifique-se de ter seu bilhete em mãos, pois eles vêm conferir com frequência. Há também táxis, ou uber.


A melhor opção para você irá variar, é claro.


A estação de trem em Edimburgo tem serviços ferroviários rápidos para Londres (cerca de quatro horas e meia), e está magnificamente localizada abaixo do castelo.


Como se locomover em Edimburgo

Edimburgo é uma das cidades mais acessíveis e amigáveis ​​para os visitantes que você pode imaginar. Você pode chegar a todas as atrações a pé. Você não precisa de carro.


De preferencia, use um bom calçado já que muitas das ruas são íngremes e irregulares, e há muitas colinas e degraus.



Aonde se hospedar

Com apenas 2 dias em Edimburgo, você vai querer ficar no centro da cidade. Isso o ajudará a otimizar seu tempo. Ficamos em alguns lugares em Edimburgo, como Radisson Blu Hotel, Hilton Carlton e o Scotsman.


Se você está planejando sua viagem durante os meses de verão (especialmente em agosto), será necessário reservar com bastante antecedência. Agosto é uma das épocas mais movimentadas em Edimburgo.


Durante o mês de agosto, eles realizam o Edinburgh Fringe Festival, que é um festival de comida, apresentações ao vivo e arte que dura um mês. A Royal Edinburgh Military Tattoo também acontece em agosto.


Isso conclui nosso roteiro de 2 dias em Edimburgo, Escócia. Esperamos que este guia ajude você a planejar sua viagem perfeita a Edimburgo e que você tenha momentos incríveis durante sua visita!


Caso você tenha mais tempo em Edimburgo, recomendamos muito fazer alguns passeios bate e volta:






Se você gostou das dicas, aproveita e segue também a gente no Instagram @emiloudaybyday

Planejando sua viagem para Londres ou qualquer outro destino no Reino Unido?


Sinta-se à vontade para explorar todas as valiosas dicas disponíveis no site e canal no YouTube EmiLou Day By Day, que estão aqui para ajudar o seu planejamento.



Não deixe de conferir as recomendações de pubs e restaurantes, dicas de passeios bate e volta saindo de Londres, além das informações mensais sobre Londres, sempre atualizadas para manter você informado sobre os eventos mais interessantes ao longo do ano. Descubra todas as dicas para aproveitar Londres e o Reino Unido por quem entende de verdade! Irmãs Viajantes UK Travel Experts  🇬🇧✈️

Comments


bottom of page