top of page
  • EmiLou

O QUE FAZER EM CHAMONIX – MONT BLANC: ALÉM DE ESQUIAR

Atualizado: 8 de fev.

Um dos destinos mais charmosos do Alpes Franceses, Chamonix é conhecida como a capital europeia dos esportes radicais, com encostas mais íngremes do que a média e portanto com algumas das melhores pistas de esqui do mundo, não é surpresa que não esquiadores ou novatos do esporte possam achar Chamonix um pouco intimidante. No entanto, há muita coisa para fazer na cidade para manter até os não esquiadores entretidos por dias a fio, provando que não há necessidade de praticar o esporte para que esse idílio alpino seja digno do seu tempo.


Ao contrário dos estereótipos populares, qualquer um pode facilmente desfrutar de um longo fim de semana de entretenimento em Chamonix, num dos mais famosos resorts de esqui da Europa e quiçá do mundo, sem sequer pisar nas encostas uma só vez.


Aqui neste post, estão apenas algumas razões pelas quais Chamonix pode ser a melhor localização nos Alpes, mesmo para quem não sabe esquiar, e não pratica esportes radicais como o nosso caso.




CHAMONIX

A cidade de Chamonix - a prestigiosa capital alpina do esqui do mundo era de fato desconhecida até 1741, quando dois britânicos (Windham e Pococke) publicaram uma história sobre um belo vale e a geleira que como um mar corta o Mont Blanc, iniciando a fama de Chamonix. Ao longo dos anos, a pequena cidade no pé do Mont Blanc (o pico mais alto da Europa - 4807 m) desenvolveu-se lentamente para a vibrante estância de esqui. Em 1924, até sediou os primeiros Jogos Olímpicos de Inverno.


Com uma paisagem espetacular dos Alpes Franceses, o resort está aberto e movimentado durante todo o ano, o que torna Chamonix um destino bastante único nos Alpes franceses.




ONDE FICA CHAMONIX

Chamonix fica na França, mas por ela estar na região de Auvérnia-Ródano-Alpes, também faz fronteira com a Itália e Suíça, e dominada pela incrível cadeia montanhosa Aiguilles de Chamonix, com seu pico no topo do Mont Blanc (4810m).


Sua posição geográfica é privilegiada e a cidade pode ser facilmente acessada de Genebra na Suíça, Torino na Itália ou Lyon na França.


O QUE FAZER EM CHAMONIX


1) FAÇA UM PASSEIO NO TELEFÉRICO MAIS ALTO DA EUROPA - AIGUILLE DU MIDI

O teleférico Aiguille du Midi (Agulha do Meio-dia) leva os passageiros o mais próximo possível do cume do majestoso Mont Blanc sem serem alpinistas, onde do alto de 3842 m, você pode desfrutar do panorama mais único do mundo.


Do centro da cidade de Chamonix, apenas a aproximadamente 20-30 minutos do Aiguille du Midi, o teleférico (aberto o ano todo, exceto para manutenção anual e condições climáticas extremamente ruins) leva você a um nível completamente diferente. Você se aproxima do cume do majestoso Mont-Blanc sem fazer caminhadas ou escaladas. Na verdade, é uma jornada de duas etapas. Tecnicamente falando, existem dois teleféricos, primeiro para Plan de l'Aiguille e o segundo para a estação superior de Aiguille du Midi.


Mont Blanc é a montanha mais alta dos Alpes e da Europa Ocidental, com 4.808,73 metros de altura, as vistas da estação superior apresentam os Alpes franceses, suíços e italianos ao mesmo tempo. Em um dia claro e ensolarado, é um espetáculo para ser visto. Não se deixe intimidar por sinais anunciando que a temperatura no topo é, por exemplo, -10C – tão perto do sol, o vento frio é muito menos intimidante do que parece. Além disso, como diz o velho ditado, não existe clima ruim, apenas roupas inadequadas.


Esta jornada quebra recordes globais, ostentando a maior subida vertical do mundo. Além disso, o cume também é um trampolim para viagens de teleférico pela fronteira com a Itália, caso você deseje uma vista dos Alpes franceses de um ângulo diferente. No entanto, muitos viajantes se contentarão em admirar as vistas igualmente excelentes do território francês, saciar a fome no restaurante 3842 - um dos lugares mais altos do mundo - e depois embarcar no maior destaque de todos, o famoso "step into the void" em português "ande no vazio". Na verdade a atração é uma caixa de vidro transparente em todos os quatro lados, que te oferece a melhor visão, além de um lembrete emocionante abaixo de seus pés de quão longe você está do chão.



Recomendamos chegar de manhã cedo para evitar as multidões e filas, pois nada é mais anticlímax do que uma rápida interrupção por todos os (compreensivelmente impacientes na fila) par tirar fotos. Finalmente, embora as histórias de passar mal por causa da altitude possam parecer preocupantes, apenas aqueles com problemas cardíacos ou pulmonares – além dos muito idosos ou muito jovens – são solicitados a não se aventurar além da estação intermediária. A maioria não sentirá nenhum efeito negativo, mesmo no topo. A Lou não sentiu nada, somente um pouco de falta de ar quando subia as escadas, porém a Emi sentiu um pouco de tontura.


Toda a estrutura do Mont-Blanc é bem robusta, inclusive, com túneis com calefação e escadas. Não precisamos ser atletas, com incríveis preparos físicos para visitar o ponto turístico.


Primeiramente, o teleférico faz uma parada em Aiguille Du Midi (3842 metros) e, depois de um tempo, os visitantes entram em outro teleférico para Mont Blanc (4810 metros).


É verdadeiramente um passeio é absolutamente imperdível, que representa o melhor ponto de observação do Mont Blanc, e não pode faltar no seu roteiro de viagem para este belíssimo vilarejo alpino.


As vistas no topo a mais de 3400m são verdadeiramente espetaculares. Ao subir os dois teleféricos, você verá a extensão do Vale de Chamonix - que é realmente enorme.


2) VISITE A MAIOR GELEIRA DA FRANÇA- MER DE GLACE

Essa é uma atividade perfeita de se fazer, especialmente para quem não gosta muito de altura!! O cenário é indescritivelmente lindo e é completamente diferente da Aiguille du Midi, são duas atrações completamente diferentes e vale a pena conferir as duas.


O mer de glace é um local originalmente descoberto por dois Britânicos, que tornaram na moda fazer viagens para lá; antes disso, tinha recebido apenas fazendeiros.




Na chegada, um pequeno deslizamento de gôndola leva os visitantes a um dos panoramas mais deslumbrantes do país. Então, depois de apreciar as vistas a uma altitude de quase 2.000m, os visitantes podem descer os 550 degraus para chegar às cavernas de gelo abaixo. Essa quantidade de escadas pode parecer extrema, mas é um número que está aumentando constantemente à medida que o aquecimento global acelera e ameaça dizimar completamente a geleira. Nas últimas três décadas, diz-se que perdeu mais de 100m de profundidade. Com novas etapas adicionadas anualmente, pode um dia se tornar impraticável fazer a viagem, então talvez a hora de fazer essa caminhada em alta altitude seja agora.


No caminho de volta, rapidamente se tornará óbvio por que as placas recomendam tomar seu tempo e admirar as vistas. Enquanto isso, qualquer arrependimento que os não-esquiadores possam ter por não se aventurar nas encostas pode evaporar tão rapidamente quanto o gelo em suas botas de neve quando avistam a multidão ao seu redor lutando sem fôlego pelos degraus com seus esquis pesados ​​e pranchas de snowboard amarradas às suas costas. Com bagagem zero, é fácil aproveitar a gruta de gelo azul brilhante, que abriga esculturas e exposições de gelo, enquanto o Glaciorium no cume acima exibe vídeos demonstrando resgates dramáticos nas montanhas e cenas de filmes. Particularmente memorável é uma cena do filme Malabar Princess, retratando a dança do ventre na própria caverna de gelo que você acabou de ver. A trama incorpora um acidente de avião na vida real que ocorreu na região na década de 1950. Além das curiosidades do filme, há também uma pequena galeria de cristal. Um ótimo lugar para passar a maior parte do dia.



Para os viajantes em busca de prazer, as geleiras e os picos dos Alpes são simplesmente uma novidade visualmente emocionante, mas para os alpinistas do passado que chamavam Chamonix de lar, os desafios extenuantes de um ambiente alpino eram a vida cotidiana. Pode ser fácil para o aventureiro comum esquecer as lutas de dias passados ​​enquanto circulam pela montanha em uma sucessão de teleféricos motorizados, trens e bondes, mas o Musée Alpin nos lembra os dias em que o método mais sofisticado de transporte era uma mula. O museu exibe o primeiro pôster produzido para anunciar viagens de trem em Montenvers, um serviço que começou há pouco mais de um século. Também em exibição está a bolsa surrada pertencente ao primeiro alpinista a escalar com sucesso o Mont Blanc, e uma homenagem à mulher que inventou o esqui. Você também encontrará telescópios, versões primitivas de raquetes de neve e esquis e testemunhos de heróis locais tão lendários por suas escaladas que algumas das ruas ao redor receberam seus nomes. Existe até uma cópia chocantemente indecifrável do primeiro registro de terras que o fará agradecer pelos mapas e registros computadorizados de hoje! Além disso, o jogo de tabuleiro role-the-dice é uma maneira divertida de escalar virtualmente o Mont Blanc sem o risco de congelamento ou doença de altitude; apenas tome cuidado com os múltiplos quadrados que o obrigam a escorregar na neve!


Finalmente, aqueles que acharem que a exibição do martelo de cristal chama a atenção também podem estar interessados ​​em conferir o museu de cristal dedicado da cidade (os cronogramas de reforma estão planejados para 2020, por isso é melhor confirmar o horário exato de funcionamento antes de chegar). Aqui é possível descobrir mais sobre os frutos da montanha, seus brilhos tão tentadores para os mineralogistas que eles escalaram repetidamente o Mont Blanc em busca deles. Reconhecida por seu quartzo, a região viu muitas colheitas de cristal em seu passado, enquanto alguns argumentam que “sem os caçadores de cristal, o montanhismo nunca teria decolado”.


4) SE PERCA PELA CIDADE

A cidade é muito charmosa e tem muitas lojas para deleite do publico ávido por compras. Caminhe pela vibrante cidade admirando os alpes ao redor, admire beleza da paisagem e aproveite a culinária francesa nos diversos restaurantes da cidade.


Para ler as dicas de como chegar em Chamonix, clique aqui e onde comer e se hospedar me Chamonix, clique aqui


Gostou? Guarda este post e compartilha!



Se você gostou das dicas, aproveita e segue também a gente no Instagram @emiloudaybyday 
Assim você poderá acompanhar todas as nossas viagens em tempo real!
 

Planejando sua viagem para Londres ou qualquer outro destino no Reino Unido?


Sinta-se à vontade para explorar todas as valiosas dicas disponíveis no site e canal no YouTube EmiLou Day By Day, que estão aqui para ajudar o seu planejamento.



Não deixe de conferir as recomendações de pubs e restaurantes, dicas de passeios bate e volta saindo de Londres, além das informações mensais sobre Londres, sempre atualizadas para manter você informado sobre os eventos mais interessantes ao longo do ano. Descubra todas as dicas para aproveitar Londres e o Reino Unido por quem entende de verdade! Irmãs Viajantes UK Travel Experts  🇬🇧✈️

 

Comments


bottom of page