top of page
  • EmiLou

MONT SAINT-MICHEL, FRANÇA: COMO VISITAR E DICAS

Atualizado: 8 de fev.

Se você fizer uma lista dos 10 melhores lugares para visitar na França, o Mont Saint/São-Michel definitivamente estará incluído nesta lista. O Mont Saint-Michel é um daqueles lugares que você precisa ver com seus próprios olhos para apreciar verdadeiramente o quão único e magnífico é.



Embora seja um lugar incrível para se visitar, verdade seja dita, tornou-se uma grande atração turística e toda a experiência pode parecer menos autêntica e mais comercializada. Dito isto, ainda é um lugar que vale a pena visitar e vamos te contar porquê!


Quando é a melhor época para visitar o Monte São-Michel

O verão é, obviamente, a estação mais popular para visitar Mont. Mas também é extremamente movimentado e o lugar está lotado. Você pode visitar Mont Saint-Michel em qualquer época do ano, basta estar preparado para o vento, a chuva e o frio, não importa quando você vá.


Normandia e Bretanha são conhecidas pelo clima imprevisível e de muita chuva. Os meses de verão são extremamente populares entre os turistas e ficam tão cheios que podem ser realmente frustrantes tentar andar pelas vielas do Mont Saint-Michel, lotada de gente se espremendo.


Quando fomos visitar a abadia, estava chovendo muito pela manhã, mesmo assim seguimos em frente e de re pente, o sol saiu, o céu ficou claro e azul. Lindo! Nem parecia que 20 minutos antes estava caindo uma chuva torrencial.


Se você quiser evitar as multidões, recomendamos visitar Mont Saint-Michel duas vezes: uma de manhã cedo e outra à noite, depois que a maior parte do dia os turistas deixaram o local. Nós fizemos isso é deu super certo!!!



Como chegar ao Mont Saint-Michel

O Mont Saint-Michel fica a 350 km de Paris, e você pode chegar ao Mont Saint-Michel de carro ou com uma excursão organizada de um dia de Paris. A ilha ou península, como preferir, do Mont Saint-Michel, não é acessível de carro, apenas as pessoas hospedadas em um dos hotéis ao redor da rua La Caserne Ardevon podem dirigir um pouco mais pela estrada, mas apenas para o estacionamento do hotel. Ninguém mais está autorizado a dirigir a estrada para a ilha.


Se você não estiver hospedado em um dos hotéis próximos, terá que usar o estacionamento designado. De lá, você pode caminhar ou pegar um ônibus gratuito para a ilha. O preço do estacionamento é um pouco salgado durante o dia, mas inclui um serviço de transporte gratuito. Além disso, o estacionamento é gratuito à noite, a partir das 19h. Os ônibus circulam a cada dois minutos, dependendo de quão ocupado está e operam pelo menos até a meia-noite no verão.


Se você estiver hospedado na própria ilha, ainda terá que deixar seu carro no estacionamento e usar o ônibus como fizemos.


Onde ficar em Mont Saint-Michel

Você tem várias opções de hospedagem na ilha. No entanto, os hotéis lá são muito caros e honestamente, não vemos nenhuma vantagem em ficar no próprio Mont (ilha/península). Nós recomendamos ficar em um dos hotéis no final da estrada antes da península.


Ficamos no Hotel Mercure Mont Saint Michel, que fica em La Caserne Ardevon, em frente às lojinhas e ao ponto de ônibus. Localização perfeita! Conseguimos ir de carro até o hotel. O hotel nos deu instruções, mapa e um código, para que pudéssemos passar por uma barreira eletrônica, depois do estacionamento principal e ir estacionar no próprio hotel. Fale com seu hotel antes de ir pra essas informações serem enviadas antes de você ir.


Isso é muito legal, porque você se sente especial, você é o único dirigindo na direção da ilha, e é tão calmo e bonito. O estacionamento do hotel oferece muito espaço, então não há necessidade de manobrar o carro a procura de vagas e mais tranquilo ainda de pegar as malas.


O hotel em si, é super confortavel, com banheiro grande, limpo e ar condicionado, que é muito bem vindo durante o verão. O café da manha nos surpreendeu, com muita variedades de gostosuras francesas.


O passeio ao Mont Saint-Michel leva apenas 2-3 minutos, ou você pode caminhar. Ah, e reserve cedo para evitar decepções! O Mont Saint Michel é um local popular e as acomodações nas proximidades lotam rápido.


Acessibilidade

Infelizmente, para os cadeirantes, ou pessoas com mobilidade reduzida, ou até carrinho de bebê, visitar o Mont Saint-Michel não é o lugar ideal. O lugar tem zero acessibilidade, com muitas escadas e rampas. A abadia não oferece elevadores ou qualquer ajuda. O jeito é ficar fora da ilha e admirar a ilha de longe da ponte.


O que ver e fazer em Mont Saint-Michel em 1 dia

Um dia inteiro é, em princípio, suficiente para uma visita ao Mont Saint Michel. Sugerimos o seguinte. Vá para a montanha logo pela manhã, vá até o topo e visite a abadia. Leia tudo sobre a nossa visita a Abadia do Mont Saint-Michel, neste post aqui.


Após a visita ao mosteiro, pode optar por visitar a igreja paroquial e/ou um dos museus da serra ou visitar as lojas de souvenirs da rua principal - Grande Rue.



Quando as ruas principais ficam muito cheias de turistas, você deve sair e descobrir as partes mais tranquilas da montanha. Passeie pelas ruas estreitas e admire os encantadores edifícios antigos


Não perca as muralhas do Mont St-Michel! As muralhas estão localizadas no lado sul da montanha e podem ser acessadas ​​em alguns locais diferentes. As muralhas geralmente não estão lotadas como a rua principal e você tem algumas vistas bonitas da baía.


Aonde comer

Você pode almoçar em um dos muitos restaurantes do Mont Saint-Michel, mas não espere comida boa ou preços baixos. Os restaurantes ficam cheio rapidamente e há muitas reservas antecipadas de grupos, por isso é preciso chegar a tempo, no momento em que os resturantes abrem para o almoço (geralmente pouco antes do meio-dia). Caso contrário, você pode precisar esperar muito tempo, especialmente no verão.


Você pode experimentar o famoso omelete no sofisticado restaurante La Mère Poulard e dizer aos seus amigos que comeu os ovos mais caros de todos os tempos. Este prato tradicional custa cerca de 4-50 euros e nos nao o experimentamos. Mas, por favor, deixe-nos saber se você experimentou, como foi e se valeu a pena. Estamos curiosas para saber a sua resenha? Como alternativa, você pode obter uma versão mais barata do omelete Mère Poulard em uma brasserie um pouco mais adiante. Nós pulamos essa também, como não somos as maiores fãs de omelete, e estávamos desejando algo com mais sustancia.


Após o almoço, você pode dar um passeio na baía ao redor da abadia. É aconselhável fazer um passeio organizado por uma guia, pois os guias conhecem a área e os horários das marés. Caso contrário, certifique-se de estar bem informado sobre o horário das marés e a rota segura. Leve isso muito a sério, pois a baía ao redor do Mont Saint-Michel pode inundar muito rapidamente.


Há muitos restaurantes abertos para jantar na montanha/ilha, mas se você está procurando comida melhor e preços mais baratos, provavelmente é melhor jantar na vila, onde os hotéis estão localizados, na rua La Caserne Ardevon. Almoçamos e jantamos por lá, e a comida estava deliciosa.


Se você achou este post útil, não se esqueça de salvá-lo e compartilhá-lo com seus com seus amigos.


Se você gostou das dicas, aproveita e segue também a gente no Instagram @emiloudaybyday 
Assim você poderá acompanhar todas as nossas viagens em tempo real!
 

Planejando sua viagem para Londres ou qualquer outro destino no Reino Unido?


Sinta-se à vontade para explorar todas as valiosas dicas disponíveis no site e canal no YouTube EmiLou Day By Day, que estão aqui para ajudar o seu planejamento.



Não deixe de conferir as recomendações de pubs e restaurantes, dicas de passeios bate e volta saindo de Londres, além das informações mensais sobre Londres, sempre atualizadas para manter você informado sobre os eventos mais interessantes ao longo do ano. Descubra todas as dicas para aproveitar Londres e o Reino Unido por quem entende de verdade! Irmãs Viajantes UK Travel Experts  🇬🇧✈️

 

Comments


bottom of page